OS CINCO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO CONCURSEIRO ALTA PERFORMANCE

Tempo de leitura: 19 minutos

Como assim “os cinco princípios fundamentais do concurseiro alta performance”!? É isso mesmo concurseiro, você não leu errado! Achou que era apenas a nossa querida Constituição Federal de 1988, no título I, que possuía princípios fundamentais né!? Só que não! rs

E nem pense em parar de ler, pois esse artigo o ensinará que os princípios são necessários e podem ser aplicados aos mais diversos campos da vida. São eles:

  • PRINCÍPIO #1 – MOTIVAÇÃO;
  • PRINCÍPIO #2 – DISCIPLINA;
  • PRINCÍPIO #3 – CORAGEM;
  • PRINCÍPIO #4 – PACIÊNCIA;
  • PRINCÍPIO #5 – PERSEVERANÇA.

Princípio na acepção da palavra significa início, começo… agora do ponto de vista jurídico representa enunciações normativas de valor genérico, que condicionam e orientam a compreensão do ordenamento jurídico, quer para sua aplicação e integração, quer para a elaboração de novas normas.

Agora aplique esse conceito a sua vida, trazendo cada um deles para servir de base, de orientação, de reflexão e de direcionamento nas suas escolhas.

Você pode estar pensando: e se eventualmente houver conflito entre eles?! Não vai me dizer que faltou à aula de interpretação das normas constitucionais (hermenêutica)?

Tudo bem nós explicamos. Os princípios são normas que podem ser aplicadas seguindo a lógica do mais ou menos. Ora se aplicam com mais intensidade, ora com menos intensidade. Perceba se trata de uma questão de intensidade.

Sendo assim, um eventual conflito entre princípios é resolvido através da ponderação. Pois ambos permanecem, entretanto um será aplicado com mais intensidade, enquanto o outro com menos.

Voltando…

Gostaríamos que entendesse que mentes vitoriosas cultivam o desenvolvimento desses cinco princípios.

Observe como em cada uma dessas frases, ditas em épocas diferentes, os cinco princípios já se faziam presentes em mentes diferenciadas:

  • “Você nunca fará nada neste mundo sem coragem”- Aristóteles.
  • “Perder a paciência é perder a batalha” – Mahatma Gandi.
  • “O gênio é composto por 2% de talento e de 98% de perseverante aplicação” – Ludwig Van Beethoven.
  • “Decidi não esperar as oportunidades e sim, busca-las. Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz” – Walt Disney.
  • “A disciplina é a alma de um exército; torna grandes os pequenos contingentes, proporciona êxito aos fracos, e estima toda a gente” – George Washington.

Reflita por alguns minutos, se desde os primórdios da humanidade até os dias atuais, pessoas que têm sucesso e as que falham sempre utilizam os mesmos princípios, porque há diferença no resultado?

Quer dizer, as mesmas leis e procedimentos que podem levar para uma vida de sucesso, riqueza, felicidade e todas as coisas com que sempre sonhamos, também podem nos levar a ruína.

É verdade, a diferença esta na forma como vencedores e perdedores aplicam esses princípios. Perceber a dinâmica de comportamento, procedimento e prática é fundamental para quem quer andar pela trilha do sucesso pessoal e profissional. Assim sendo, dois pontos são básicos: conhecer os princípios e aplicá-los com inteligência.

Curtiu a ideia? Ficou interessado (a) no que vem por aí? Então já aproveite e compartilhe esse artigo com aqueles seus amigos que ainda não conhecem a importância de aplicar estes princípios com inteligência.

PRINCÍPIO #1 – MOTIVAÇÃO


motivaçãoSe você deixou de encarar uma prova em função do tamanho do edital, se desistiu de seguir uma alimentação com responsabilidade porque ganhou alguns gramas a mais na última semana ou se abriu mão de seguir buscando um novo emprego pela situação financeira do país, você precisa desenvolver a sua motivação!

Ato de despertar o interesse de alguém para algo… o impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos… energia que nos leva a responder a um desafio… mola que induz o ser humano a alguma ação…

Defina como quiser, fato é que a motivação envolve não apenas o lado emocional, mas também o biológico e o social. Ela é responsável por fazer com que os indivíduos saiam da caixinha, deem o melhor de si e façam o possível para conquistar aquela meta almejada.

Acredite, ser uma pessoa motivada faz a diferença na conquista de metas, nos mais variados aspectos da vida, desde as mais simples até aquelas que por vezes pensamos ser inatingíveis. Vou além, exercitar a capacidade de se auto motivar deveria ser uma rotina, um hábito tão usual quanto dar “bom dia”.

Pessoas que ainda não acordaram para importância de desenvolver esse hábito tendem a sofrer mais com as adversidades, como exemplo, a especialista em COACHING ANA RAIA explica:

“Sem esse recurso, sempre que houver a necessidade de uma mudança de comportamento e a pessoa encontrar um obstáculo, ela volta ao antigo posicionamento de vida e desistirá daquilo que queria”.

Confessa, vai… quantas vezes você já se deu ao trabalho de criar dúzias de desculpas para adiar aquela meta que encabeçava, todos os anos, a lista de objetivos (geralmente feita na virada do ano) a serem alcançados!? Fez uso até das clássicas, como a falta de tempo, o cansaço ou simplesmente diz que não consegue…

É normal, verdade! A nossa vida é cercada de adversidades que insistem em acontecer a todo momento. Conhece a “lei de Murphy” (diz que se algo pode dar errado, dará)? Claro que conhece, você é concurseiro! rs… Digo isso, porque é muito fácil perder de vista a sua meta original, deixando-a soterrada debaixo de um sem-número de desculpas esfarrapadas e afazeres sem fim.

Há diversos empecilhos a motivação. Mas a monja budista, Cohen Sensei, destaca o imediatismo:

“Muitas pessoas querem resultados imediatos, temos ideias sobre a realidade e queremos que elas se encaixem em nosso cotidiano. Como nem sempre acontecem, desistimos. É preciso desenvolver paciência e persistência para ser motivado. ”

Quer outro?! A dura rotina! Essa já esta na ponta da língua né?! Segundo Cohen Sensei:

“Não é difícil mudar hoje, mais do algum outro dia tenha sido, mudanças estão ocorrendo o tempo todo, desde sempre. Impossível é não mudar. “

Pessoas de sucesso, e aqui extrapola o mundo dos concursos, são categóricas em sugerir o exercício da confiança, uma vez que a automotivação se alimenta da capacidade de acreditar que é possível ir além. Confiar sim, ou acha que adianta alguém dizer todos os dias que é capaz se nem você mesmo acredita nisso!

#DICA. Experimente fazer pequenas listas contendo suas vitórias e conquistas. Sério, relembrar cada uma das vezes que conseguiu superar alguma dificuldade ou atingir alguma meta, não importa o tamanho, reforça e muito sua convicção de conseguir alcançar metas e objetivos.

Na mesma linha, grandes COACHINGS costumam recomendar, para fortalecer a motivação, a elaboração de quadros detalhados, concisos e com representações visuais da meta a ser alcançada. Conforme elabora os quadros você vai adquirindo cada vez mais consciência sobre os detalhes e a clareza do que está buscando.

Tentemos exemplificar, hipoteticamente você deseja comprar um automóvel ideal. Agora imagine como seria esse carro, os detalhes, o tamanho, a cor, a potência, o tipo de combustível; imagine também qual percentual da sua renda esta disposto a comprometer, prestação ou à vista… e porque isso lhe dará satisfação.

Uma descrição com esse nível de detalhe, impedirá que o sonho seja apenas uma ideia fantasiosa, como “vou comprar uma Ferrari”.

Entenda, tudo o que foi falado aqui não impedirá aquele pensamento de “não vou conseguir” em forma de medo, mas torna mais forte a sua automotivação, por alcançar a exata noção de cada passo.

Percebeu porque quanto mais detalhes melhor? Os detalhes irão conduzi-lo naturalmente à descrição das ações necessárias para realizar sua meta, em outras palavras, quanto mais detalhada sua meta estiver, mais ancorada na realidade ela será.

Encerro esse princípio com a sugestão de um exemplo ilustrativo. Assista ao excelente filme, baseado em fatos reais, “À procura da felicidade”. A motivação de Chris Gardner (interpretado por Will Smith) por vencer na vida é ímpar!

PRINCÍPIO #2 – DISCIPLINA


disciplinaVocê alguma vez já se questionou porque algumas pessoas são bem-sucedidas em tudo que põem as mãos!? Quem não né… embora possa parecer sorte, não é, na verdade não tem nada a ver com o acaso!

Mas o que esse seleto grupo de pessoas possui em comum? Eles além de compreenderem os princípios, levam rigorosamente a disciplina a sério em todos os aspectos da vida.

De acordo com o consultor de empresas e escritor Eugênio Mussak:

“A disciplina é uma das qualidades para a construção de uma vida que vale a pena. As pessoas de sucesso mantêm um equilíbrio entre trabalho, família, estudos e até mesmo conseguem tempo para fazer nada”.

Mussak afirma ainda que ser disciplinado não significa ser rígido. Em verdade é exatamente o contrário, para levar uma rotina com leveza é preciso disciplina. Desenvolver disciplina em tudo aquilo que fazemos, no início, pode parecer um bicho de sete cabeças, mas basta iniciar para começar a colher os benefícios.

“O disciplinado é o mestre da própria vida porque ele define como seguir o seu caminho”.

Pense, quem desenvolve a disciplina ganha ampla liberdade de escolha, ou seja, você passa a ter o controle das suas próprias ações.

Duvida!? Então observe, eu desenvolvi a disciplina de guardar cada um dos meus objetos exatamente no mesmo lugar, sempre! Resultado, quando preciso de algum deles, sei exatamente onde encontrar. Benefício, não jogo tempo fora procurando na casa inteira.

Ainda esta torcendo a boca!? Então imagine uma queda de luz naquela noite chuvosa em que todos saíram de casa e você ficou estudando (óbvio, rs), se não houver o mínimo de disciplina sinto informar que ficará no escuro, pois não terá ideia de onde encontrar uma lanterna ou uma vela.

Lembra da dica bônus (trabalhe o autoconhecimento) no artigo “nutrição do concurseiro profissional”? Pois então, o escritor Mussak corrobora com esse conceito quando alerta que não é possível estar no comando sem antes trabalhar o autoconhecimento.

“Disciplina depende, acima de tudo, de se conhecer. Se você sabe das suas forças e fraquezas é mais fácil acertar nas escolhas. E a maior de todas as liberdades é saber escolher o que é certo para você”.

Outra profissional que compartilha dessa visão e a psicanalista Solange Lins. Segundo ela, a disciplina é a grande propulsora de energia porque gera o autocontrole, observe:

“A pessoa ignorante de autoconhecimento é facilmente manipulável do ponto de vista das suas emoções. Enquanto aquela que se conhece, sabe discernir com propriedade o que realmente quer, precisa fazer ou deve aceitar”.

Para tornar a disciplina um estilo de vida você deve começar equacionando, por exemplo, o trabalho, os afazeres diários da casa e os estudos definindo o grau de importância de cada.

Observe, para mim o trabalho é importante, mas a família e a saúde são fundamentais. O que te faz ser aprovado no concurso é estudar (muito), mas cuidar da saúde do corpo e da mente é fundamental. Quero dizer que os “pequenos detalhes” não podem ser subjugados e sim harmonizados.

#DICA. Alguns profissionais como o COACHING podem ajudá-lo a se desenvolver, pois trabalham a liberação do potencial de uma pessoa para maximizar seu próprio desempenho. Trata-se de um processo que transporta as pessoas de onde elas estão para onde querem ir.

PRINCÍPIO #3 – CORAGEM


coragemEm um mundo congestionado de amadores a palavra coragem ficou um pouco fora de moda. Atualmente a coragem é pouco vista na vida das pessoas, pois estão se tornando cada vez mais omissas, acomodadas…

Já ouviu a frase “não se pode ter tudo”!? Esqueça, você pode, sim, ter tudo que deseja! É claro que não ao mesmo tempo ou tudo de uma só vez.

É uma lei natural da vida, em toda escolha há uma renúncia (temporal). Quando você escolheu se tornar um concurseiro profissional, sem perceber praticou um ato de extrema coragem. Com essa escolha você tem a certeza de renunciar (temporariamente) a diversos prazeres da vida.

Miguel de Cervantes, em sua obra Dom Quixote, escreve: “quem perde seus bens perde muito; quem perde um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo”.

Para ter sucesso no mundo dos concursos é preciso vestir a camisa, ou seja, vida nova. Seus hábitos serão totalmente transformados, até o seu relacionamento interpessoal talvez precise ser reestruturado em razão do tempo que passamos sozinhos estudando.

Alguns tipos de medo – especialmente a ansiedade – são paralisantes e nos torna improdutivos. Contudo, o medo maior é aquele que você experimenta quando segue o seu sonho e tenta fazê-lo acontecer de verdade.

Aqui, é preciso cuidado, pois todos nós temos um sabotador interno que começa a impor barreiras imaginárias, ressaltando todas as coisas que podem dar errado, e recitando uma longa lista de razões sensatas pelas quais você deveria reconsiderar e abandonar seus planos completamente.

É necessário ter em mente que quanto maior o sonho, maior o medo. Este tipo de medo é um sinal de que você esta no caminho certo, que você esta se desafiando em busca de algo incrível.

Agora, espero que não confunda coragem com ausência de medo. Todos temos os nossos medos, na verdade o medo em alguns momentos é até importante pois esta lá para mantê-lo seguro, para que você saiba que esta entrando em território desconhecido, e vai precisar manter o controle sobre si próprio.

Por outro lado, também não vá achando que a coragem deve ser tratada como um desafio tolo de exposição ao risco ou uma competição infantil de forças.

Coragem está intrinsecamente ligada a autoestima, a vontade e aos valores éticos. Quer dizer, diante das adversidades a coragem e os resultados subsequentes, se positivos, conferem uma sensação de grandeza.

Inclusive, algumas expressões literárias traduziram a coragem associada à virtude, Aristóteles, por exemplo, descreveu como: “a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras”.

Além de ajudar a considerar seus objetivos como algo alcançável, a coragem o ajudará na hora de aprender a dizer “não” as distrações e as diversões que insistem em querer tira-lo do objetivo. Não estou dizendo que nunca mais poderá fazer nada além de estudar, não é isso. Mas manter o foco é fundamental.

Tenha coragem de realizar essa transformação, tenha coragem para completar as suas metas!

PRINCÍPIO #4 – PACIÊNCIA


pacienciaComo anda a sua paciência? (Não é uma pergunta retórica, trate de responder, rs). Quando esta esperando o elevador você fica apertando incessantemente o botão até ele chegar? A sua vida possui tantos compromissos e obrigações que esgotam sua capacidade de pensar adequadamente antes de agir, e acaba tomando atitudes impulsivas, fala a verdade não minta para mim!?

Segundo o médico-cirurgião e terapeuta Marcelo Katayama:

“Em um mundo onde tudo acontece cada vez mais rápido, é frequente – mas não natural – querermos um alívio instantâneo para as nossas dores e angústias. Porém, essa não é a melhor saída”.

A paciência exerce um papel fundamental na vida de todos. É ele que potencializa a tranquilidade e contribui para a melhor compreensão do momento, o que auxilia na resolução das situações difíceis.

Segundo a psicóloga clínica comportamental Thais Barros Rocha:

“Indivíduos mais pacientes são capazes de analisar melhor uma situação antes de responder. Isso é bastante importante tanto em âmbitos sociais, contribuindo com a manutenção dos vínculos afetivos, quanto nos contextos que envolvem desempenho, como na vida escolar e profissional”.

Diferente, as pessoas sem paciência desenvolvem aspectos negativos, como “falta de persistência, falta de planejamento, dificuldade de concentração, dificuldade de esperar, entre outros”, elenca Thais.

Recordo-me de prestar um concurso, com banca organizadora FCC (ou seja, errou uma questão fud@£&*! rs), cuja prova na parte específica sempre começa com direito constitucional, fato que achamos ótimo por ser uma matéria do nosso gosto.

Pois é, essa prova também começou com constitucional, mas o final não foi feliz. Li a primeira questão e percebi que não sabia, li a segunda a mesma coisa… instantaneamente veio o pensamento entre parênteses no último parágrafo… resultado? Por não segurar a onda da paciência a concentração foi para o espaço… e a prova!? Derrota total por desconhecer técnicas como essa!

Lição: Trabalhe a paciência, provas são tensas e estressantes naturalmente não piore as coisas.

Há um provérbio chinês que diz: “Um momento de paciência pode evitar um grande desastre; um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida”.

Passar num concurso público é um sonho, mas entrar no ciclo de desespero para alcançar essa meta pode levá-lo à reprovação.

PRINCÍPIO #5 – PERSEVERANÇA


perseverancaPerseverar é insistir em seus objetivos mesmo quando todos os problemas parecem querer desanimá-lo.

Diga-me se não estou certo, quando desafiadas a maioria das pessoas têm medo e insegurança de seguir apostando em suas escolhas. E isso pode acontecer nos estudos, no trabalho, na finança, na vida pessoal, etc.

Todavia, é no momento de dificuldade que mentes brilhantes se diferenciam da grande massa. Essas pessoas aprendem desde muito cedo que devemos concentrar esforços nos objetivos e nas soluções e não nos problemas, sob pena de ser desmotivado.

Quer ver um exemplo, todos nós já escutamos algumas histórias desse tipo: o amigo da faculdade do cunhado da irmã daquela tia mala foi aprovado no primeiro concurso que prestou… ou, do conhecido do filho da vizinha do amigo do trabalho do primo chato passou estudando apenas seis meses…

Afirmar ser impossível seria mentira, mas tenho certeza que representa exceção da exceção, quando a história é verdadeira né… porque no concurso público não estudamos para passar, estudamos até passar, pois a regra é a reprovação!

Esse ano de 2016 fui aprovado em 7º lugar para o concurso de técnico da empresa pública de material bélico (IMBEL). Agora perceba duas maneiras diferentes de dar a mesma notícia:

  1. Jeito fanfarrão: Caramba você não vai acreditar fiz um concurso molezinha, mesmo sem estudar nada fui aprovado em 7º lugar…
  2. Jeito honesto: Caramba você não vai acreditar fiz um concurso esse ano e graças a bagagem que adquiri ao longo desses três anos estudando muito para tribunal fui aprovado em 7º lugar…

E aí como você acha que essa notícia, frequentemente, é dada? Isso mesmo é nessa hora que surge o estudante ponto fora da curva.

Você conhece a história do bambu chinês? “Depois de plantada a semente do bambu chinês, não se vê nada por, aproximadamente 5 anos – exceto um diminuto broto. Todo o crescimento é subterrâneo; uma complexa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra, está sendo construída. Então, ao final do 5º ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros”.

Não se deixe ser iludido. O progresso leva tempo, mas antecipamos etapas quando bem planejado. Para ser aprovado em um concurso você precisa cuidar da sua alimentação, praticar uma atividade física regular, elaborar um bom plano de estudo e compreender e aplicar os cinco princípios.

Na preparação para concursos você nunca, e eu disse nunca, poderá dormir sem a certeza de ter aprendido algo novo. Cada tópico de conteúdo aprendido representa um passo dado. Quanto mais passos dados, maior a chance de superar a concorrência. É a soma de cada pequeno conhecimento que fará de você um aprovado.

Assim como um artesão que monta um colar e coloca pérola por pérola no fio, você deve perseverar fazendo de cada pequeno objetivo uma grande vitória.

É difícil sim, às vezes até sacal, mas é preciso persistir!

CONCLUSÃO


Hoje constatamos a importância dos princípios, aprendemos que são utilizados por mentes diferenciadas há muito tempo e entendemos a razão de algumas pessoas lograrem êxito e outras falharem, mesmo que os princípios sejam os mesmos.

Lembre-se, a diferença esta na forma como vencedores e perdedores compreendem e aplicam esses princípios nas suas escolhas.

Cada novo conteúdo absorvido significa um passo na direção do objetivo!

Força nessa jornada e saiba que pode contar conosco assim como já contamos com você!

Estes foram os cinco princípios fundamentais do concurseiro alta performance. Espero que tenham sido úteis para você.

Se esse artigo o ajudou, por favor, compartilhe-o com seus amigos. Desse modo, todos saímos ganhando.

Até a próxima!

  • Cada novo conteúdo absorvido significa um passo na direção do objetivo! 🙌🙌🙏👏👏👏🙌💬🙌

  • Luiza

    Ótimo artigo meninos! Estão mandando muito bem no conteúdo e na didática! Meus parabéns mais uma vez!
    Nubia você tem toda razão: Paciência e perseverança são também virtudes que toda pessoa deve perseguir para obter.

  • Nubia

    Paciência e perseverança são também virtudes que toda pessoa deve perseguir para obter.É um caminho árduo mas muitíssimo proveitoso para as conquistas pessoais e também as espirituais.
    Obrigada pelo artigo, repassando…