Como fazer um resumo para estudar para concursos

Tempo de leitura: 5 minutos

Os estudos para concursos públicos exigem bastante esforço e toda a ajuda é bem-vinda. As técnicas de estudo podem auxiliar você a aprender muito mais rápido e alcançar a aprovação no seu concurso. Por isso, não poderíamos deixar de falar sobre como fazer um resumo das matérias do seu edital.

À primeira vista, fazer um resumo pode parecer muito simples e sem grandes mistérios. Porém, é preciso tomar alguns cuidados para resumir as matérias de forma a ajudar nos seus estudos e não apenas fazer um texto reduzido.

Saiba mais sobre como fazer um resumo eficiente dos conteúdos do edital do seu concurso, quais erros você deve evitar e qual a importância dos resumos para o concurseiro. Vamos juntos!

Cursos Online para Concursos

Qual é a importância de um resumo nos estudos?

como fazer um resumoUsar técnicas de resumos nos estudos para concursos públicos pode trazer ótimos benefícios ao seu processo de aprendizagem, como, por exemplo, o aumento da concentração.

Quando estamos escrevendo, precisamos de um foco muito maior do que quando estamos apenas lendo ou assistindo uma aula. Isso porque o ato de escrever exige leitura, interpretação, organização de ideias, cuidado com o uso correto do idioma e a ação de digitar ou fazer um texto à mão.

Ou seja, enquanto você está no processo de resumir um conteúdo, o seu cérebro está se esforçando para manter o máximo de foco e concentração no estudo, aumentando, assim, a compreensão e a memorização da matéria estudada.

Outra grande vantagem em estudar por resumos é que eles ajudam nas revisões das matérias. As revisões, por sua vez, são ótimas técnicas de memorização, já que reforçam informações, fazendo com que o cérebro entenda que você as usa muito e precisa guardá-las na memória de longo prazo.

Como fazer um resumo eficiente para concursos?

Alguns acreditam que resumir é retirar alguns trechos que não são tão importantes dentro de um texto. Isso pode até ser chamado de resumo, mas não é a forma mais eficiente de estudar para concursos públicos.

Muitos gostam de passar marca-texto ou sublinhar partes importantes do texto. Isso ajuda a fixar pontos importantes das matérias, mas não chega a ser considerado um resumo, já que não sintetiza o conteúdo no seu contexto.

Mas, então, como fazer um resumo? O primeiro ponto que se deve ter em mente é que você precisa escrever com as suas próprias palavras. Não importa se for digitando ou resumindo com papel e caneta, o importante é que seja o mais fácil para você entender.

É muito mais produtivo memorizar o conteúdo quando você usa as palavras que são familiares para você, do jeito que você está acostumado a usar. Vale até mesmo usar linguagem informal, abreviações e gírias, se você tiver mais facilidade em entender esse estilo de escrita. O importante é você compreender e conseguir gravar as matérias do seu concurso.

Outra dica importante é usar cores diferentes quando você for criar os seus resumos. De preferência usando suas cores preferidas, que sejam confortáveis para a sua leitura.

Tente fazer alguma associação da cor escolhida com o trecho da matéria, ou, então, use sempre a mesma cor para o mesmo tipo de informação. Por exemplo, para listar as exceções de cada regra, use o vermelho. Dessa forma, você facilita com que o seu cérebro crie uma espécie de arquivo dividido em cores e será, então, mais rápido acessar a sua memória lembrando da cor correspondente.

Lembre-se sempre de que o seu resumo para estudar para concursos deve ser o mais curto possível. Para tornar as coisas mais fáceis de serem entendidas, você pode associar resumos com mapas mentais. Resuma as partes que precisam ser explicadas em textos corridos e faça os mapas para o conteúdo mais decoreba.

Cursos Online para Concursos

Quando não devo fazer resumo para estudar?

Falamos neste artigo sobre as vantagens de se estudar para concursos públicos com resumos. Mas, mesmo com todos os benefícios de um bom texto sintetizado, o resumo não é uma técnica absoluta para ser usada sempre e em qualquer caso.

Veja alguns exemplos de situações em que você não deve optar por fazer um resumo das matérias de concurso.

Pouco tempo disponível

Se você precisa estudar para concursos e trabalha em tempo integral, está sempre sentindo cansaço e tem muitas tarefas no dia a dia, não é recomendado dedicar tempo escrevendo resumos.

Para otimizar o seu tempo, mas sem se perder em textos longos de cursos e livros, o mais indicado para esse caso é apenas grifar os seus materiais.

Iniciante nos estudos

como fazer um resumoSe você está na sua primeira rodada de estudos, ainda sem muita familiaridade com as matérias, talvez não seja o momento de começar a fazer resumos para o concurso que você fará.

Comece fazendo pequenas anotações dos pontos que você achar mais importantes. Depois, quando já tiver mais fluidez no entendimento, faça os seus resumos.

Estudando matérias fáceis

Algumas matérias são mais fáceis para você do que outras. Talvez aconteça de você ser muito bom em português, matemática ou direito administrativo, por exemplo.

Quando você consegue fazer uma leitura dinâmica durante os seus estudos, ou se já domina muito um conteúdo, não vale a pena dedicar tempo escrevendo resumos. O melhor é fazer apenas revisões rápidas do seu material e resolver questões de concursos passados.

Detesta escrever

como fazer um resumoHá muitos concurseiros que detestam escrever com todas as suas forças, só de pensar em uma prova de redação já dá vontade de chorar.

Se escrever resumos para você é uma tortura, não vale a pena o sofrimento, até porque você não vai conseguir absorver o conteúdo se estiver odiando o que está fazendo.

Nesse caso, é melhor procurar outras técnicas de estudo e memorização, como mapas mentais, associações lógicas ou, até mesmo, resumos prontos.

Gostou das dicas? Ajude os seus amigos concurseiros compartilhando este artigo com eles.