Reflexão: talvez você possa encarar melhor a vida de concurseiro

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando tomamos a decisão de estudar para concursos públicos, assumimos o compromisso com nós mesmos de ajustar toda a nossa rotina para que o sonho da aprovação se torne real o mais breve possível.

 

Para se conquistar uma vaga no serviço público é preciso não só muito estudo com foco e dedicação, mas, também, alinhar a mente ao seu objetivo e não deixar os obstáculos que surgirem no seu caminho atrapalharem a sua caminhada.

 

Seja honesto (a), você já fez uma reflexão sobre a sua vida de estudante de concursos públicos? Já parou para pensar que talvez algumas coisas precisam ser melhoradas urgentemente?

 

Refletir sobre o seu dia a dia, procurar por pontos que devem ser melhorados, e melhorá-los, pode facilitar o árduo trabalho de manter os estudos em dia. Evite que “nuvens carregadas” fiquem pairando sobre a sua cabeça, elimine crenças negativas, más influências, estresse, ansiedade, frustrações e qualquer outro problema que possa interferir no bom andamento da sua rotina.

 

Conheça abaixo algumas das dificuldades mais comuns dos futuros concursados e faça uma reflexão sobre o seu momento.

 

 

Falta de resiliência

 

Podemos definir resiliência como a capacidade de retornar ao estado anterior a um dano ou deformação. Em termos de comportamento, a resiliência é, então, a qualidade de quem consegue voltar a ser firme e forte depois de ter passado por algum problema.

 

Para que você consiga se manter focado no seu objetivo, sem se perder em momentos complicados como brigas com pessoas próximas, dificuldades no trabalho ou reprovação em um concurso, é preciso manter a resiliência como regra na sua rotina.

 

Sofreu, ficou triste, lamentou? Ok, é normal, mas lembre-se de que é preciso voltar a ser forte logo e seguir o seu planejamento de estudos.

Superar é preciso.
Seguir em frente é essencial.
Olhar pra trás é perda de tempo.
Passado se fosse bom era presente.

Clarice Lispector

 

Críticas de pessoas próximas

 

Não é segredo para ninguém que a rotina de preparação para concursos públicos exige muita dedicação e tempo disponível. Para conseguirmos dar conta de todo o conteúdo programático do edital, fazer exercícios, simulados e revisões, é preciso reduzir ou eliminar algumas coisas como momentos de lazer e convívio com família e amigos.

 

Mas, infelizmente, muitos não entendem isso e passam a criticar quem fica muito tempo isolado estudando. Essas pessoas, provavelmente, não entendem como funciona o “mundo dos concursos públicos” e a dificuldade que é conquistar a aprovação.

 

Por isso, você deve ter uma conversa sobre a necessidade de estudar intensamente com as pessoas mais próximas, explicando o porquê da necessidade de priorizar os seus estudos.

 

 

Solidão de concurseiro

 

Você já fez uma reflexão sobre os seus momentos de solidão? Já parou para pensar se você está lidando bem com isso? Se sentir bem sem a companhia de outras pessoas ou sem conviver com outros que estão na mesma situação é essencial para manter o seu psicológico preparado para os certames que estão por vir.

 

Quando a solidão resolver aparecer, lembre-se de que os livros, apostilas e aulas são excelentes e essenciais companheiros para a sua jornada rumo à nomeação no cargo público dos seus sonhos.

 

É fato, as verdadeiras amizades vão ficar ao seu lado pelo tempo necessário e depois de alcançar o objetivo e estruturar a vida financeira, a sua vida social terá tudo para ser ainda melhor do que era antes.

 

 

Dificuldades financeiras

 

Muitas vezes passamos por apertos financeiros, ainda mais em momentos de crise na economia e quando precisamos investir em bons materiais de estudo para concurso. Isso, infelizmente, é bastante comum e precisamos encarar a realidade da melhor forma possível.

 

Fazer uma reflexão sobre a maneira com que você encara o planejamento financeiro pode ajudar você a encontrar soluções, mais inteligentes, para fazer o melhor que puder com recursos escassos.

Cursos Online para Concursos

 

Fracassos em concursos passados

 

A grande maioria dos concurseiros não passa de primeira e isso é perfeitamente normal –  em verdade, a regra do concurso público é reprovar. Concursos públicos são difíceis e muito concorridos, todos devem ter persistência e aprender com as suas reprovações.

 

Você faz um exercício de reflexão sobre cada prova? Procura refletir sobre o que pode aprender com o que não deu certo? Por exemplo, faça uma análise sobre as matérias em que você não se saiu muito bem, veja o que precisa ser estudado com maior dedicação. Dessa forma você se prepara melhor para o que tem mais dificuldade e aumenta suas chances de aprovação nos próximos concursos.

“Cada cicatriz que temos é a confirmação de que uma ferida sara. Cicatrizes são marcas de superação que só um verdadeiro guerreiro possui.”

 

Ânsia por sucesso

 

Cumprir todo o cronograma de estudos, conseguir bons resultados nos simulados e nos concursos, esperar sair os editais e os resultados finais, tudo isso pode gerar uma alta carga de ansiedade e atrapalhar a sua rotina de estudos.

 

Faça uma reflexão sobre o seu estado emocional, veja se não é o momento de respirar fundo e aprender que a nossa única preocupação como concurseiro é fazer a nossa parte da melhor forma possível, pois no resto devemos aprender que as coisas acontecem no seu devido tempo.

 

Em outras palavras, é claro que precisa se esforçar, acelerar ao máximo e se preocupar sempre em fazer o seu melhor, porém é preciso tomar cuidado com os excessos, as cobranças e as expectativas para que a ânsia pelo esperado sucesso não atrapalhe a sua caminhada.

 

 

Tempo escasso

 

Outra reflexão que todo concurseiro deve fazer periodicamente é sobre o seu tempo disponível, ainda mais se for bastante escasso.

 

Mesmo que você tenha um trabalho cansativo, que te obrigue a cumprir uma carga horária de 8 ou mais horas diárias, ou que você tenha uma casa e filhos para cuidar, por exemplo, é possível otimizar o pouco tempo restante e estudar com afinco.

 

Reflita sobre o que pode ser melhorado durante o seu tempo livre, como pode estudar de forma mais acelerada, como poderia memorizar mais em menos tempo, ou seja, otimize o seu tempo. Não desanime nunca e faça o melhor que puder no tempo que tiver, é melhor usar as poucas horas que você tem do que desperdiçá-las com pessimismo.

“Cada escolha, uma oportunidade.
Cada queda, um aprendizado.
Cada atitude, uma consequência.”

 

Gostou deste conteúdo? Quer ajudar os seus amigos que estão no mesmo barco a fazerem uma boa reflexão sobre a vida de concurseiro? Compartilhe este texto. 

  • Andrea Maria

    Muito bom o texto, nos ajuda a continuar firme nessa ardua caminhada concurseira!