Você assume a responsabilidade por seus estudos? Entenda como isso pode ser o que falta para sua posse.

Tempo de leitura: 6 minutos


Assumir que a responsabilidade é sua nem sempre é algo fácil, mas é vital para o seu sucesso no mundo dos concursos públicos.

Todo concurseiro(a), em algum momento, acaba se vitimizando por algo e/ou colocando a culpa em fatores externos, não assumindo para si a responsabilidade por eventuais erros de percurso.

Mas como você já deve saber, assumir a responsabilidade é algo que só depende de você e do grau de comprometimento com seus objetivos.

Existem duas posições em que o concurseiro(a) pode se colocar: vítima ou responsável.

Parece interessante? Então continue lendo este artigo para saber como assumir uma postura mais responsável.

Você vai saber mais sobre:

Gostou do que está por vir? Então não deixe de compartilhar com seus amigos que estão sempre colocando a responsabilidade em fatores externos.

 

Postura de vítima e de responsável


enter image description here

Consciente ou inconscientemente você sempre está fazendo uma escolha acerca de qual posição adotou.

A condição de vítima é aquela em que você sempre atribui a responsabilidade a alguém, ou seja, tudo que ocorre de ruim é sempre culpa de terceiros(professores, bancas examinadoras, alunos que atrapalham a aula, família, governo, blá blá blá).

O vitimista acaba nem percebendo o óbvio, que na maioria das vezes, ele(a) tomou alguma ou algumas decisões que o(a) levaram exatamente ao lugar onde se encontra.

Já parou pra pensar que nesse exato momento há milhões de concurseiros(as) espalhados pelo Brasil, sendo que alguns deles têm filhos pequenos, problemas financeiros graves, problemas de saúde, alguma deficiência, más condições de vida e nada disso os impede de conquistar a posse.

Sabe o porquê isso ocorre? Porque eles assumem a responsabilidade. Você escolhe qual caminho quer seguir, você escolhe qual sua postura frente aos problemas e dificuldades que apareçam ao longo da sua jornada (e vão aparecer).

Não existe isso de ahh eu não fiz isso porque meu companheiro(a) não quis. Você não fez isso porque VOCÊ não quis fazer ou não estava disposto(a) a arcar com as consequências.

No nosso universo de concursos públicos, um dos piores comportamentos que podemos adotar é o papel de vítima.

Algo que eu sempre falo para meus amigos mais próximos é o seguinte: quando a gente tá no buraco tudo que precisamos é concentrar esforços para sair dele e não continuar cavando para baixo.

Quando mais seu foco estiver no problema mais distante da solução você estará.

No momento em que você não assume a responsabilidade, inevitavelmente, vai acabar se preocupando em achar culpados e honestamente, isso não vai colocar seu nome na lista de aprovados.

“As pessoas ricas acreditam na seguinte ideia: ‘eu crio a minha própria vida. As pessoas de mentalidade pobre acreditam na seguinte ideia: “na minha vida, as coisas acontecem”.
T. Harv Eker, Os Segredos da Mente MilionáriaBlockquote

 

Responsabilidade e seu sucesso nos estudos.


enter image description here

Mas afinal, por que assumir a responsabilidade é tão crucial assim para ter sucesso no estudo para concursos?

Essa resposta é bem simples, quando tomamos para nós a responsabilidade por fazer algo dar certo. Nossa mente começa a trabalhar com esse novo padrão.

Acaba sempre sendo mais fácil atribuir a responsabilidade ao outro a assumir que não tem o controle do que está fazendo e nem das suas reações.

Se o edital não está a seu gosto, de nada vai adiantar colocar a culpa na banca examinadora, uma atitude muito mais focada em resultados seria você se adaptar ao edital.

A responsabilidade é sua, não pelo sucesso ou pelo fracasso, mas sim pelo resultado.

Saiba que tudo que faz tem um resultado, que pode ser bom ou ruim, caso de errado alguns fatores contribuíram para isso, mas de qualquer forma a responsabilidade é sua por não ter atentado a esses fatores.

Não quero dizer que deve ficar se culpando por erros, de forma alguma, só quero falar algo que, certamente, não é qualquer um que vai dizer.

Se pararmos pra pensar a gente fica tão feliz e faz tanta questão de assumir toda a responsabilidade pelo sucesso, não é mesmo?

Por que razão com o fracasso seria diferente?

Terceirizar a culpa é sempre mais cômodo, você tira um peso das suas costas e transfere para um terceiro, e nessa hora que vem o prejuízo, pois ao não assumir seu erro acaba se eximindo, logo, não aprende, não evolui, permanece no mesmo lugar.

 

Por que temos dificuldade em assumir a responsabilidade.


enter image description here

Nossa mente busca sempre nos preservar e quando você assume que errou, fica a sensação de não ser tão bom quanto esperava e isso vai minando sua autoestima.

Como disse antes assumir a responsabilidade pelo sucesso todos querem, mas nem todos estão dispostos a assumir os fracassos.

Aqui acho válido falar de três tipos de comportamentos destrutivos que alguns concurseiros(as) acabam tomando para si:

  1. A pessoa não assume as responsabilidades por medo do resultado final. Para esse tipo de pessoa é mais conveniente “ir levando as coisas”.
  2. A pessoa assume responsabilidades sem qualquer critério, faz de qualquer jeito e sem planejamento, acha que dessa forma está sanando o problema quando na verdade só está procrastinando.
  3. Comportamento de Co-dependência. Infelizmente, temos pessoas que se habituaram a ter sempre alguém para resolverem seus problemas, mas aqui no mundo dos concursos a coisa funciona de forma diferente.

“É uma falta de responsabilidade esperarmos que alguém faça as coisas por nós.”
John Lennon

Se você não tomar o controle da situação é assumir a responsabilidade, não vá achando que o professor vai conduzi-lo(lá) a vitória, no máximo, um bom professor irá lhe dar o caminho das pedras, mas quem terá que realizar o percurso é você.

Concluindo

Como sempre batemos na tecla aqui no pensar concursos, nosso universo não tem espaço para o médio, então a pior posição para se colocar é a de vítima.

Concurseiro ALTA PERFORMANCE não é vítima é responsável.

Se você acredita que esse post não é pra você por acreditar que não se vitimiza, tenho uma má notícia para lhe dar meu amigo concurseiro(a): todo mundo se vitimiza em algum nível e em determinado ponto da vida.

O importante é entender quando esse processo ocorre e reverte-lo de imediato, assumindo a responsabilidade para si e aceitando os resultados, sejam ele positivos ou negativos.

Se você gostou do post não deixe de compartilhar esse artigo com seus amigos!

  • ‘Eu crio a minha própria vida”. Adorei! 👏👏👏
    Deus na frente de tudo e vamos lá! 👏👏👌🔝💭💕💫💫💫💫💫💎👓💪✌🙌🙏👊👊✍😊😊😊😊😊😊

  • Nubia

    Luta diária! Muito bom como sempre! Ora et Labora!

    • Pensar Concursos

      Obrigado pela atençao Nubia. Gostei de ver estudando até tarde 😀 Tá no caminho certo.